Categoria: Blog

03/03/2017

Aparelhos Intraorais: Funcionamento e riscos do uso sem acompanhamento03

Nos últimos anos, foi possível notar um aumento no número de pessoas que fazem uso de algum aparelho intraoral (AIO) para o tratamento de determinado distúrbio do sono. Muitas vezes, porém, o uso do aparelho não é feito corretamente, e o paciente não conta com o acompanhamento de um profissional especializado. Para entender o funcionamento dos AIOs e os riscos que o uso de aparelhos intraorais sem indicação adequada pode causar, entrevistamos a Dra. Cibele Dal Fabbro e o Dr. Marco Antônio Cardoso Machado, respectivamente presidente e diretor científico da ABROS (Associação Brasileira de Odontologia do Sono). Confira abaixo:

Quais são as indicações dos Aparelhos Intraorais (AIOs) para o tratamento dos Distúrbios Respiratórios do Sono (DRS)?

Dr. Marco Antônio Cardoso Machado: Os AIOs são indicados, principalmente, para os quadros de ronco primário, Síndrome do Aumento da Resistência da Via Aérea Superior (SARVAS) e Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) de grau leve ou moderado. Em alguns casos, os AIOs podem, também, ser utilizados em associação a procedimentos cirúrgicos. Os pacientes com SAOS grave que n

02/22/2017

Tratamento Ortodôntico ajuda crianças com apneia obstrutiva do sono

O diagnóstico precoce é essencial para evitar implicações de saúde

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é caracterizada por uma pausa de alguns segundos na respiração, diversas vezes durante a noite. Estudos recentes relatam que a prevalência desse distúrbio nas crianças varia entre 1,2 e 5,7%. No Brasil, a incidência de ronco habitual na idade escolar é de 27,6%. Quando não tratada, as consequências podem ser sérias, muito além do sono de má qualidade.

Na infância, a apneia do sono tem características clínicas completamente diferentes em relação ao adulto. O mestre e especialista em Ortodontia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Rowdley Rossi, Professor de Odontologia do Sono do Instituto do Sono, aponta que a SAOS pode afetar o crescimento e está associada à baixa performance acadêmica, alterações no desenvolvimento cognitivo, complicações no sistema cardiovascular e problemas de comportamento. “Muitos estudos sugerem maior frequência de hiperatividade, depressão, queixas somáticas e Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). A criança pode apresentar dificuldade de

12/15/2016

Somos parte de uma espécie naturalmente sorridente, um ultra-som 3D mostra que em desenvolvimento o bebê parece já sorrir, mesmo dentro do útero. O sorriso influencia positivamente a vida das pessoas, ajudando até a prevenir doenças. O sorriso é também um meio de comunicação, e cerca de 30% das pessoas sorriem mais que 20 vezes ao dia.

Posted in Blog, Dicas